:: Cercas Elétricas - FAQ - Perguntas Frequentes

O choque da cerca mata ou pode ser ajustado para matar?

Sob hipótese nenhuma o choque da cerca pode ser nocivo à integridade humana, mesmo que se trate de um possível invasor. É por isso que esse choque é pulsado, não contínuo.

O ser humano já sente o choque elétrico à partir de 50 Volts. Na tomada, sentimos o choque com apenas 110 Volts. Por que a tensão do eletrificador tem que ser tão alta?
A tensão da cerca é alta para que ela vença a resistência de algum isolante que possa ser jogado sobre ela. Por exemplo, se o invasor tentar lançar um colchão sobre a cerca na tentativa de isolar a tensão, ele levará o choque da mesma forma, pois a alta tensão vence a resistência imposta pelo colchão.

Como uma tensão tão alta, 10.000 Volts, não mata uma pessoa?

O elemento que leva uma pessoa à morte não é a tensão, cuja unidade de medida é Volt. O Volt é a força, o “peso do tranco” que o invasor irá sentir. O que leva uma pessoa à morte é a corrente elétrica, medida em Ampéres. Um eletrificador pode gerar, no máximo, 10 milésimos de Ampére (ou 10 miliamperes - 10mA), que é a carga que o ser humano suporta sem sofrer danos.

O eletrificador aumenta muito o consumo de energia da minha casa?

O consumo de um eletrificador fica entre 4 e 5 Watts. Mensalmente, isto corresponde a 3,5 Kilowatts, 10% do consumo de uma lâmpada incandescente de 60 Watts, ligada apenas 6 horas por dia.

Se a energia elétrica acabar, quanto tempo minha bateria conseguirá sustentar o sistema?

Vale salientar que a autonomia está sempre ralacionada à capacidade da bateria que está sendo utilizada como fonte alternativa e a carga total consumida. Na maioria dos sistemas atuais temos a aplicação das baterias gel seladas de 12Vdc 7,0Ah, também comum aos sistemas de alarme, assim como a maioria das centrais possuem consumo total máximo próximo a 500mA, mantendo apenas o choque, sem disparos, por cerca de 14 horas. Se houverem disparos, dependerá da quantidade de sirenes acopladas à central e seu respectivo consumo, reduzindo significativamente este tempo.

Se alguém tentar invadir minha casa e, ao tomar o choque, cair no chão do alto do muro e morrer, tenho que responder por ele perante a lei?

Sim, meliante ou não ele tem direito à vida, de acordo com a constituição federal. Mas o proprietário é indiciado por Homicídio Culposo (quando não há a intenção, diferende do homicídio doloso), podendo ser suprimida qualquer pena se houver uma testemunha ou se algum antecedente criminal provar que a vítima já praticava este tipo de crime. Vejamos o que está previsto em alguns artigos do Código Penal brasileiro:

Art. 13 - O resultado, de que depende a existência do crime, somente é imputável a quem lhe deu causa. Considera-se causa a ação ou omissão sem a qual o resultado não teria ocorrido. (este ato é chamado de “Nexo de Causalidade”)
Art. 18 - Diz-se o crime:
I - doloso, quando o agente quis o resultado ou assumiu o risco de produzi-lo;
II - culposo, quando o agente deu causa ao resultado por imprudência, negligência ou imperícia.
Parágrafo único - Salvo os casos expressos em lei, ninguém pode ser punido por fato previsto como crime, senão quando o pratica dolosamente.
Art. 21 - O desconhecimento da lei é inescusável. O erro sobre a ilicitude do fato, se inevitável, isenta de pena; (...).

 
Voltar ao Topo  
 
© Copyright - M2E Sistemas Eletrônicos - Todos os direitos reservados.